Beladona

A vida era vida Sofrida vivida Amarga dividida Destroçada vida Sem senso Sem misericórdia Divida parcelada Em suaves prestações Amalgama derrotada Choros provados Percalços aprontados E a vida perseguia Atrás de vida Pela via e Leia mais…

Insanidade

Doses de rebeldia Alimento da alma que vagueia Suor quente da agressividade Palmas insolentes ao Deus da festividade.   Tons neutros se misturam na aquarela Enquanto dançam ao som do oceano Águas ferozes invadem todas Leia mais…

Florescimento

Brilhante reino Vivera aquela sensação Enclausurada pela lamúria Onde os tempos marcavam Os gritos iguais aos barulhos De trovão.   Indo em volta A carcaça semeia O início da revolução Desprender-se e se solta No Leia mais…

Raízes

Como semente plantada em solo fértil Germinei Nutri-me até estar pronta E, então, eclodi Era um broto frágil Mas, ainda assim, Sobrevivi.   Como semente germinada em solo fértil Cresci À medida que crescia Surgiam-me Leia mais…